Num dos planetas da quarta sesta do margaceiro

Ir em baixo

Num dos planetas da quarta sesta do margaceiro Empty Num dos planetas da quarta sesta do margaceiro

Mensagem  Admin em Qua 9 Jan - 5:46

Num dos planetas da quarta sesta do margaceiro Riachense

"Num dos planetas da quarta sesta do margaceiro o Penostra de Belém andou de peneireiro a mirantar as didezas causadas pela falta de regatinha das carrascudas nas terrujas do trastagano. Devido à trilha ser muito teodorinha para os do Noé na dos sete palmos daquelas terrujas há muitos pasmados sequeiros e houve até alguns que encolheram os mirantes por causa da âmbria".

Esta a notícia publicada na edição n° 423 do Jornal de Minde, da qual, por certo, o meu leitor não logrou entender patavina.

Segue a tradução: "Num dos últimos dias de Março o Presidente da República andou de helicóptero a ver os prejuízos causados pela seca nas terras do Alentejo.
Devido à falta de pastagens naquela região, o gado bovino encontra-se em estado de grande magreza havendo até casos de animais que morreram devido à fome".
O texto por que introduzimos esta crónica é a expressão, que o tempo vai desgastando, do linguajar da gente de Minde. É a "piação do Ninhou", o calão dos habitantes de Minde, de outros tempos, claro está.
Terra agreste e avara. De um lado a Serra de Aire, à ilharga a de Santo António. Na terra escassa e vermelha, tanto quanto o permitem as intermitências dos calcários, medram carvalhos, medronhos, alecrins. E oliveiras, ralas.

Num dos planetas da quarta sesta do margaceiro Afonso_henriques

Em 1147, D. Afonso Henriques trilhou os caminhos da serra. Vinha de Coimbra. E terá sustido a marcha no sítio que mais tarde passou a ser Minde. Pouco tempo se deteve o rei, de longada para Santarém. Apenas o bastante para dar descanso à peonagem e às montadas. E concertar com Mem Ramires um estragema para desalojar os mouros da vila.
Por ali -falo de Minde- se mantiveram, todavia, alguns pastores, afrontando as inclemências da serra bruta e agreste. A pastorícia potenciou o fabrico artesanal de lanifícios.
E foi assim que, ao longo dos tempos, os homens de Minde se fizeram cardadores, mercadores de lãs, vendedores de mantas.
Caberá, por isso, falar do calão minderico que é uma modalidade de gíria, com carácter reservado e específico de uma comunidade regional, destinado a não ser entendido senão por um grupo de pessoas.

O calão minderico é um código linguístico próprio de um grupo sócio-cultural que deambulava pelas feiras mercadejando lãs.
A gíria ou calão minderico, a “piação de charales”, assumia, nessas circunstâncias, um carácter instrumental, deliberadamente hermético. Um linguajar destinado a ser usado numa esfera restrita de pessoas, inacessível a não iniciados; um exercício, afinal, de autodefesa do grupo.
O grupo, todavia, a comunidade que sustentou o calão minderico dá hoje sinais de manifesta desagregação.
A indústria das lãs, das mantas de Minde, factor de desenvolvimento e progresso da vila, mergulhou em profunda decadência. Sem remissão.
Minde é agora uma recordação, tirante a etnografia, ela própria também do passado.

Num dos planetas da quarta sesta do margaceiro Polge-minde

Subsiste a paisagem, única, deslumbrante. Os campos de lapiás, os matos rasteiros, oliveiras, azinheiras. E lapas, grutas, algares.
De par com os cardos e alecrins, as primeiras chuvas farão desabrochar narcisos, orquídeas, jacintos-das-campos.
E se o Inverno for generoso, terá o leitor diante de si um trecho de paisagem sem par, o polje de Minde, um fenómeno natural único no país.
O polje é uma lagoa de grandes proporções que se estende por uma depressão plana, entre Minde e Mira de Aire, e que, após alguns meses, se esvai, indo alimentar os aquíferos que integram o sistema hidrográfico da região. Dos muitos, aliás, admiráveis caminhos que o leitor poderá percorrer permito-me sugerir-lhe, ao acaso: Torres Novas, Moitas Venda, Serra de Santo António, Minde.

Cumprimentos do covano da terruja de S. Martinho.
Ou seja: cumprimentos deste seu amigo da Golegã.
Farinha Marques in "O Riachense"
Admin
Admin
Admin

Mensagens : 26
Data de inscrição : 27/09/2007

Ver perfil do usuário https://minde.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum